Dorama: Descendants Of The Sun

21:10


Este dorama tem o selo Peppa Pig de "isso é muito adulto".

Brincadeiras à parte, confesso que esse foi o dorama mais "adulto" que eu já assisti até hoje. Eu costumo preferir doramas com tema colegial porque já estou acostumada e as histórias chamam mais a minha atenção. 😅 Na verdade eu já vi vários outros doramas que não eram de tema colegial, mas nenhum outro até hoje foi tão maduro quanto Descendants Of The Sun.

Este dorama conta a história de Yoo Si-Jin, interpretado pelo maior galanteador e beijoqueiro que você respeita, Song Joong-Ki, que é um capitão das Forças Armadas da Coreia do Sul, e seu relacionamento com Kang Mo-Yeon, interpretada por Song Hye-Kyo, a médica cirurgiã, que é aclamada por sua beleza a cada 5 minutos durante a história (sério) - e que eu não acho tão bonita assim, mas né q.

Os dois se conhecem no hospital onde Mo-Yeon trabalha, quando Si-Jin traz um ladrão para ser atendido, e a paixão à primeira vista acontece. Eles tentam manter um relacionamento, porém os dois nunca conseguem ficar juntos por conta das missões ultra-secretas de Si-Jin. Até que a equipe de Mo-Yeon é enviada a um país estrangeiro, onde Si-Jin está coincidentemente à trabalho.


Muitas coisas (em sua maioria tragédias) ocorrem durante o enredo do drama, o que faz o espectador ficar bem preso à história, porém durante as minhas maratonas de DOTS, eu acabei criando uma lista com todas as coisas que me irritavam bastante durante a história, então seguem algumas delas:


  • DOTS é um dorama que se passa em sua maioria em um país estrangeiro, por isso não é anormal que ele possua muitos atores estrangeiros, e muitas pessoas falando em idiomas diferentes, entre estes o russo, o coreano (óbvio) e o inglês. E eu devo dizer que tanto a atuação dos atores contratados, como o inglês que eles utilizavam era SOFRÍVEL, muito difícil de assistir sem arrepiar os cabelinhos da nuca, sério;
  • Erros de pesquisa durante a escrita do roteiro. Ok, muitos dos erros cometidos em DOTS podem passar despercebidos para uma pessoa que não acompanhe o cenário político mundial, e os erros nem são tão significativos para a história em si, mas foram coisas que me incomodaram;
  • [ALERTA DE SPOILER] Das várias tragédias que ocorreram durante a história, a mais notável com certeza foi o terremoto na usina de energia. Porém me incomodou várias vezes que a equipe médica parecesse tão chocada e sem saber o que fazer diante das pessoas mortas/feridas. Se você trabalha em um hospital há algum tempo, ainda mais na ala de pronto-socorro, ainda mais como cirurgião, tragédias como estas não deveriam deixar as pessoas tão chocadas e sem reação...Ou não? [FIM DO SPOILER];
  • Vários momentos decisivos durante a história em que os personagens perdiam muito tempo em conversas e discursos loooooongos, que pareciam mais pra preencher linguiça do que pra acrescentar algo de fato à história;
  • O personagem Lee Chi-Hoon, interpretado pelo integrante do SHINee, Onew. Sinceramente, desde o momento em que fomos apresentados ao personagem, ele já me irritou com a sua personalidade borbulhante, que depois mostrou ser um médico extremamente frágil e despreparado. As cenas em que ele entra em conflito com a própria carreira e sobre quem realmente é, e fica se penalizando por isso, me deram nos nervos.

Aliás, por falar em encher linguiça, eu achei que o dorama, à partir do episódio 13 - quando a equipe médica e os soldados voltam para a Coreia - virou uma encheção de linguiça sem parar, só pra terminar de preencher os 16 episódios que a produtora deve ter acertado com a KBS. A história toda poderia ter acabado no episódio 13 e o dorama teria sido concluído com sucesso.

Enfim, Descendants Of The Sun foi um dorama muito aclamado em sua época de exibição, e eu sempre ouvi muitas pessoas falarem bem dele, porém eu não achei tudo isso. Mas isso é minha opinião pessoal.
Eu acho que você deveria assistir DOTS caso você, assim como eu, nunca tenha assistido um dorama que não seja colegial/comédia romântica, porque ele é um dorama bastante real, com situações mais reais, e que não tem medo de mostrar porradaria, sangue, pessoas levando tiros e tudo mais, rs.

You Might Also Like

0 comentários