Do que eu tenho medo?

19:36


Dando continuação a série de posts auto-reflexivos, que eu comecei com esse texto aqui, falando sobre as coisas que eu gostaria de dizer para alguém com quem eu não tenho mais amizade, resolvi escrever mais um texto aqui no blog.
Eu confesso que eu estou com bastante receio de publicar esse post, porque ele vai ser bem pessoal, e apesar de não parecer, eu não gosto de expor muito sobre eu mesma aqui (eu já falei isso mil vezes, eu sei).

Eu acho que o maior medo racional da grande maioria das pessoas é a morte. Eu honestamente tenho mais medo da morte de pessoas - e "não pessoas" (tipo minha gata, óbvio) - que são super queridas e importantes pra mim, do que de morrer em si; Então eu vou parar de enrolar e dizer logo que o meu maior medo é o fracasso.


Eu sei que a ideia de fracasso é meio relativa, algumas pessoas se sentem deprimidas por não ter uma vida assim como a de outras pessoas consideradas bem sucedidas, e por isso se sentem fracassadas algumas vezes. Comigo é um pouco diferente...

Eu acho que sou uma pessoa que sempre teve que lidar com muitos obstáculos na vida, eu nunca fui uma criança prodígio e sempre tive bastante dificuldade pra me dar bem na minha vida acadêmica; Eu tive sorte de andar com os nerds basicamente a minha vida inteira, e eu sou uma pessoa que sim, gosta de aprender e frequentar aulas interessantes, mas não significa que eu sempre tive facilidade para aprender coisas e principalmente para realizar exames.

Então acho que uma das primeiras vezes que eu tive que lidar com o fracasso na minha vida foi quando eu prestei uma prova para fazer um curso técnico na escola onde eu estudava e eu não passei. Todos os meus colegas de classe passaram, e uma dessas pessoas "queridissimas" ainda fez questão de tirar uma com a minha cara, dizendo: "Você escreve tão bem, pena que não passou no curso técnico" - Justamente porque eu sempre acabava me saindo bem nas disciplinas que envolviam redação de textos, porém sempre me dei muito mal na hora de fazer provas hahah.


Eu acho que o sentimento que vem aliado ao fracasso é a vergonha. Na época eu senti muita vergonha de eu mesma por não ter alcançado o mesmo que as outras pessoas. Hoje em dia eu penso que às vezes é até melhor que as coisas não tenham acontecido da forma como eu queria, porque a minha vida dá umas reviravoltas tão loucas que eu nem sei...

Quando eu terminei o colégio, resolvi fazer uma faculdade em uma área com a qual eu me identificava, e apesar de ter sido tudo de bom, eu não consegui um emprego na área de jeito nenhum. Mais uma vez o fracasso. Hoje eu entendo que pra você trabalhar na área de moda, você precisa ter muitas indicações, e eu até hoje não sou uma pessoa de cultivar muitas amizades, quiçá contatos profissionais.

Às vezes eu tento fingir que aquilo não foi um fracasso, porque apesar de tudo, eu não me deixei derrubar por muito tempo e tentei mudar de área rapidamente, algo que eu achei que tivesse dado certo, afinal até o início deste ano eu ainda tinha um emprego na área da qual eu me formei por último hahaha.


Quando eu pedi as contas da empresa, eu achei que iria conseguir resolver as coisas rápido, afinal o meu currículo não é nenhuma porcaria, e eu já tinha uma experiência profissional sólida, porém o que eu encontrei na realidade foi um tapa na cara. Mais uma vez o fracasso?

Em cada entrevista de emprego que eu vou (ou ia até algumas semanas atrás, porque parece que desistiram de me chamar hahahah), eu volto me sentindo cada vez mais incapaz; Me pego todos os dias em um dilema sobre tentar ou não mudar de área outra vez, ou apenas tentar desesperadamente arrumar um emprego qualquer, pra ter pelo menos dinheiro pra poder comprar meus lanches.

Alguém me dá um emprego com redação de textos, plmdds 😢
Até o próximo post!

You Might Also Like

0 comentários